Viver Melhor

COMO DECORAR AS PAREDES DA SUA CASA

Como designer de interiores que atua a mais de 20 anos no segmento tenho memória de hábitos e costumes que marcaram as decorações no inicio do século XXI. Lembro-me que decorar as paredes de casa era tarefa para poucos. Por isso posso afirmar que comprar arte naquela época era bem mais complicado e caro do que nos dias de hoje.

Lá atrás empreguei muito tempo argumentando com clientes…. que sim, podíamos e deveríamos iniciar um projeto a partir da inspiração de uma obra de arte ao invés de iniciar por armários, sofá, poltronas…Entretanto itens como quadros sempre fizeram parte da relação de compras finais do projeto. Injustiça com o elemento que faz toda diferença no ambiente!

Graças a Deus essa história mudou.  Hoje você pode decorar as paredes da sua casa depois de escolher, combinar, consultar preços….tudo isso online. Para isso você deve juntar o seu gosto pessoal às medidas do local e buscar inspiração nas minhas redes sociais como o  Pinterest e o Instagram . Você também pode visitar sites de artistas e entrar direto no e-commerce do ramo.

Para que não fiquem dúvidas vou responder  perguntas referentes à decoração de paredes.

Devo optar por uma parede cheia de quadros ou um quadro único?

Que tipo de arte comprar? Gravuras? Pinturas? Fotografias?

Que cores escolher?

Como emoldurar…

Então veja a seguir o que você deve levar em consideração antes de escolher sua arte.

Um quadro único, em grandes proporções e em cores vibrantes será sempre o foco de um ambiente. Recomenda-se que todos os outros elementos, como paredes, móveis, tapete, cortinas mantenham uma tonalidade neutra. Fonte: homeadore

Como saber qual tipo de arte mais te agrada?

Bom para começo de conversa vale esclarecer que arte não precisa necessariamente estar “prensada” entre vidros e emoldurada. O conceito de arte é bem amplo e pode estar relacionado ao formato de uma escultura, um canvas, uma tapeçaria e até mesmo o trabalho feito por uma criança.

A arte  como tudo que diz respeito a estilo é um assunto subjetivo completamente relacionado ao coração. Se você olhou para uma peça e sentiu uma conexão…. isso é o que realmente importa. Lembre-se que sua coleção exposta é um reflexo da sua personalidade.

Fonte: architecturaldigest.com

Atente-se a paleta cromática do ambiente

As cores tem uma força emotiva muito grande e junto com a iluminação determinam o clima do ambiente. Se você já vive no espaço onde quer colocar quadros a primeira coisa a fazer é considerar a paleta cromática. A cor e  tonalidade das paredes da sua casa são importantes. Mais ainda se você pretende que a sua coleção de arte vire o foco do ambiente. Se existe dúvida de como combinar cores recomendo um curso perfeito para te ajudar.

Suas paredes são brancas? Então evite quadros com branco, bege, cinza, ou tons pastéis. Faça isso a menos que sua intenção seja manter suas paredes neutras, para que o foco do ambiente vá para um tapete especial por exemplo.Nesse caso use quadros minimalistas em tonalidades bem próximas à da parede. 

Quadros com muito branco são excelentes para clarear cores escuras nas paredes pois trazem luz e amenizam o “peso” de um tom escuro.

Fonte: target.com

Por exemplo a composição de gravuras usadas na imagem acima ajudam a atenuar a cor marrom da parede. Saiba como decorar com tons neutros e off-white.

A mesma regra vale para paredes pintadas em tons vivos. Quadros claros ajudam a amenizar a vibração da cor.

 

Proporções e o local de exposição fazem toda a diferença

Em segundo lugar, logo após a questão das cores você deve considerar o espaço disponível,as  proporções  e o efeito que deseja causar. Tenha em mente as medidas exatas da parede que vai decorar antes de escolher seus quadros. Quadros pequenos parecerão perdidos numa parede grande e peças muito grandes precisam de uma certa distância para serem propriamente admiradas.

Você pode adquirir um quadro grande ou criar uma parede galeria com vários quadros menores. O mais importante é fazer a conexão entre a arte e os móveis e objetos decorativos do seu ambiente.

Por isso você deve decidir o quem vem primeiro. A arte ou o mobiliário? Em outras palavras, o primeiro a ser escolhido (e comprado) dará as pistas para o restante. Note na imagem abaixo, como a  presença da cor vermelho cereja no borrão do quadro inspirou a palheta de cores do restante da sala.

Fonte: Pinterest

Parede Galeria: o que é?

Com a intenção de personalizar a casa popularizaram-se as composições de 7, 10, ou 15 quadros conhecidas como Parede Galeria.

Com toda certeza a proposta ganhou adeptos devido a sua flexibilidade.

Porque você pode compô-la misturando  seus quadros antigos com quadros recém adquiridos, além de poder misturar relicários, pratos, desenhos de criança, foto de casamento, etc…

Não existe regra no que pode ser exposto por isso é necessário habilidade para criar. Atenção aos materiais, formas e cores porque uma bela parede galeria, apenas parece ter sido criada ao acaso. Ela decora sua parede mas exige muito planejamento.

Observe na imagem abaixo. A composição está baseada numa palheta de cores que  inclui principalmente amarelo, vermelho e verde.  Setenta por cento dos quadros tem moldura preta. O mapa central (iluminado) orientou a montagem da composição. Tudo isso sobre uma parede pintada num tom neutro de amarelo.

Fonte: realsimple

Díptcos e Trípdicos

Uma forma interessante de preencher a parede é a escolha de uma conjunto de arte previamente unida pelo artista.

Um par ou trio de gravuras, desenhos ou pinturas chama-se Díptcos e Trípdicos. O conjunto de imagens tem obrigatoriamente o mesmo tipo de moldura.

Fonte: made.com

Outra dica: uma parede com várias fotos em preto e branco é muito elegante mas um pouco monótona. Principalmente se tiver apenas molduras pretas iguais. Já pensou em tentar algo colorido como na imagem abaixo?

Fonte: framewalls.com

A solução é tão simples, fazer em preto custaria a mesma coisa e não teria o mesmo efeito.

Em que altura devo pendurar os quadros?

Ah essa é uma pergunta bastante comum porém é difícil encontrar uma medida que sirva para todos os casos. Uma boa regra é guiar-se pela altura dos nossos olhos.

Como regra geral o centro de um quadro deve ficar na altura da nossa visão quando estamos de pé. Isso significa mais ou menos 1,50m/1,60m.

As distâncias recomendadas com relação aos móveis estão sujeitas à altura do pé direito e as medidas do quadro.

Em apartamentos modernos onde o pé direito não passa de 2,50m, costumo manter uma distância de aproximadamente 25cm de altura entre os móveis e os quadros.

Se você quer aprender mais sobre decoração e até construir uma carreira nova visite o meu site ou entre em contato comigo nos endereços abaixo.

Grande abraço,

Silvana Hindi

Colunista: Silvana Hindi

Designer de Interiores com mais de 20 anos de atuação no Brasil e no exterior, é fundadora da Decoração Sem Dúvida. Seu trabalho é marcado por uma abordagem mais humana e menos estética, do design de interiores.

https://decoracaosemduvida.com.br
https://instagram.com/decoracaosemduvida
https://facebook.com/decoracaosemduvida
https://br.pinterest.com/silvanahindi

Comentar