Comportamento

UMA NOVA MULHER

Constelação familiar – o amor que adoece e o amor que cura

O seriado mais comentado no mês de agosto no Brasil foi “Uma nova mulher”. A série trouxe para todas as rodas de bate-papo e redes sociais o tema da Constelação Familiar.

Na série a terapia é chamada de Expansão da Família de Origem e traz a questão dos nossos vínculos familiares e repetições inconscientes de padrões do nosso sistema familiar.

Será que somos tão livres quanto pensamos?

A resposta é não.

Trazemos em nós, gravado em nosso DNA milhares de pessoas, milhares de história de todos que vieram antes.

Somos o resultado de cada um que veio antes de nós. Tudo que eles viveram foi necessário para que a vida pudesse chegar até nós. Se ousarmos olhar com discordância para eles, olharemos com discordância para nossa vida. Se apenas um desses 4.094 que vieram antes não tivesse sido um dos nossos ancestrais, não seria eu, não seria você. Se não tivéssemos exatamente esse pai e essa mãe, avós, bisavós… não seríamos nós… se não fosse exatamente a pessoa que se tornou pai ou mãe dos nossos filhos, também não seria esse filho que temos hoje… seria qualquer criança, mas não essa do jeitinho que veio ao mundo.

A visão sistêmica direciona o olhar para esse nosso sistema familiar que nos trouxe a vida, que nos possibilitou hoje estarmos vivos. Independente do que aconteceu a vida chegou até nós.

A Constelação Familiar foi desenvolvida pelo Alemão Bert Hellinger, traz um novo olhar para nossa história, e como as relações, dinâmicas e padrões familiares atravessam gerações e influenciam emoções, repetições inconscientes de padrões de comportamento das pessoas em todas as áreas da vida seja financeira, profissional, saúde, relacionamentos, dentre outras.

A constelação familiar foi difundida pelo mundo, chegou ao Brasil há mais de 30 (trinta) anos e sua eficácia foi reconhecida no campo da saúde mental e atualmente é utilizada com grandes resultados no Direito e sistema judiciário, onde ela é aplicada como ferramenta para encontrar a boa solução para os conflitos. A terapia em março de 2018 foi incorporada ao rol das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) do Sistema Único de Saúde (SUS).

A vivência sistêmica é uma técnica, ferramenta, terapêutica breve que traz consciência e responsabilidade. Não tem a ver com religião, não tem nenhuma discriminação social, racial, de gênero, pois trabalha com as polaridades das energias masculinas e femininas.

A percepção sistêmica traz consciência e autor responsabilidade para conosco e com os outros. Assim como a influência dos antepassados atua em nós, assim também somos responsáveis para o que contribuímos para as futuras gerações, nossos descendentes.

O acesso as informações dos sistemas familiares é feito por meio do acesso ao campo morfogenético, descoberto pelo biólogo Rupert Sheldrake no movimento dos pássaros e inúmeras outras experiências.

Vou citar um simples exemplo da atuação desse campo na nossa vida cotidiana. Você já percebeu o que acontece quando pensamos muito em entrar em contato com alguém?Quando realmente conseguimos seja enviar uma mensagem ou fazer uma ligação, a pessoa do outro lado muitas vezes nos responde que também estava pensando em nós, ou envia uma mensagem no mesmo momento. Ou seja, mesmo sem ela ter nenhum conhecimento da sua intenção, a informação chegou até a outra pessoa. Na constelação acessamos esse campo de informações do nosso sistema familiar de forma consciente, olhamos para ele. Gosto dizer que seria como acessar a “nuvem” que guarda milhares e milhares de “dados”, nossas histórias, todo o campo de consciência dos nossos antepassados.

A técnica pode ser realizada de forma presencial ou online, individual com utilização de cartas sistêmicas e bonecos ou em grupo.

Os consteladores são facilitadores do movimento no campo e observam a atuação de três leis sistêmicas chamadas por Bert Hellinger de Ordens do Amor que vou citar de forma bem resumida:

– pertencimento: todos fazem parte;

– hierarquia: quem veio antes é maior do que quem veio depois; e

– equilíbrio entre dar e receber: podemos doar, sem forçar, à medida que o outro possa receber e nos devolver, assim estaremos liberados para contribuir mais uma vez e assim sucessivamente.

A constelação não faz mágica na nossa vida porque a mágica está dentro de cada um de nós, como olhamos para nós e para os outros, como olhamos para nossa história e a história do outro, e quando podemos perceber isso por meio do campo de informações e nos reconciliar conosco e com todos que vieram antes. A partir desse lugar nos responsabilizarmos e poder fazer um pouco diferente, aos poucos, no nosso tempo, a mágica acontece a partir de nós e em nós, seguindo adiante através de nós em direção a todos que vierem depois.

Para que você acesse o que é essa descoberta feita por Bert Hellinger, é necessário vivenciar. É uma experiência que nos atravessa no sentir. Ainda que participando ou constelando tenha movimentos além da compreensão da mente, a alma viu, e quando a alma vê, não tem como desver. Isso é o que faz a constelação familiar ser uma ferramenta terapêutica e de cura tão poderosa e nos possibilita que ao final possamos nos perceber a partir de um novo lugar, de um novo “EU”, mais leve, mais seguro e realmente ver que hoje somos também parte do outro (a), após a expansão da nossa consciência passamos realmente sermos um novo homem e uma nova mulher.

Com amor Rosemary Marostica.

Colunista:

Rosemary Marostica – advogada e terapeuta holística.
marostica.adv@gmail.com
rosemarymarostica@gmail.com

 Rosemary Marostica é filha de Alcides Marostica e Rozi Luiza Stoppa, brasileira, MÃE do Lorenzo. Se formou em direito em 2001, tendo concluído Pós Graduação em Direito Processual Civil e Pós Graduação em Direito Público. Conciliadora e Mediadora pelo Conselho Nacional de Justiça. Atualmente é professora de Constelação Familiar na Sociedade Brasileira de Direito Sistêmico, atua com direito humanizado que olha para o cliente de forma integral. Acredita em um direito leve,justo e eficaz.

Em 2009 iniciou estudos de autoconhecimento, espiritualidade e Práticas Integrativas. Realiza atendimentos sistêmicos e terapêuticos de constelação familiar e Iopt, Reike, Barras de Access, Movimentos Essenciais presenciais e online em todo Brasil e no Exterior.

Siga nas redes:

Instagram, YouTube, Linkdin: @rosemarymarostica
Facebook: Rosemary Marostica Advocacia

 

 

Comentar