Moda

LÍDERES E EMPREENDEDORES MUDAM VIDA DE MULHERES E MARCAM PRESENÇA EM MILÃO E NY COM MODA DE FAVELA

Fotógrafo Igor Saveliev

Aconteceu na capital mundial da moda, Milão – Itália, no início de setembro deste ano, de 04 a 08, o lançamento da coleção Marcella Club x DOTZ .

Em parceria com a marca DOTZ de calçado eco-friendly, fundada em 2017, por Rodrigo Doxandabarat e Anderson Presoto,  a Costurando Sonhos do Brasil apresentou as peças e acessórios que compõem a nova linha de bolsas e calçados e que foram criados por costureiras do negócio de impacto social, em Paraisópolis.

Costurando Sonhos Brasil/ Suéli Feio e Maria Nilde

As Bags e os pingentes que decoram os produtos da coleção (sapatos e bolsas) foram confeccionados em Paraisópolis pelas mãos de costureiras que carregam histórias de superação e que fazem parte da iniciativa social integrada ao G10 Hub Acelerador de Negócios. A presença do Costurando Sonhos Brasil foi marcada por suas idealizadoras, Suéli Feio e Maria Nilde, e pelo presidente do G10 Favelas, Gilson Rodrigues.

As bags que foram produzidas pelas costureiras do Costurando Sonhos Brasil para a coleção Marcella Club x DOTZ

Para Suéli Feio, a parceria com a DOTZ foi muito importante não só para a iniciativa, mas também para as mulheres que são formadas pela instituição e que podem ver seus trabalhos sendo reconhecidos internacionalmente. “Esta é uma parceria incrível e estamos muito felizes em poder ver o trabalho de mulheres, que antes não acreditavam nos seus potenciais, cruzando os mares. Elas fizeram a capacitação e hoje se tornaram costureiras profissionais e estão vendo seus trabalhos serem exibidos mundo afora. Isso é muito gratificante“, declara Suéli Feio.

Gilson Rodrigues, presidente do G10 Favelas, Maria Nilde e Suéli Feio, idealizadoras do Costurando Sonhos Brasil, Luna Carlotta Colferai – Head of Marketing & Communication Gianni Chiarini, Rodrigo Doxandabarat da DOTZ e Ezio Raccichini, CEO da Gianni Chiarini

Parte do valor das vendas da coleção Marcella Club X DOTZ será destinado para o Instituto Costurando Sonhos Brasil que ajuda mulheres em situação de vulnerabilidade social com cursos altamente especializados em corte e costura, ampliando as possibilidades de capacitação profissional para aumentar o empoderamento feminino por meio da moda.

A coleção Marcella Club x DOTZ foi desenhada por Rodrigo Doxandabarat, que além de empresário é também estilista, e conta com a parceria da marca italiana, Gianni Chiarini. As peças são inteiramente confeccionadas com materiais sustentáveis. O tecido utilizado é feito no Brasil com algodão de PET reciclado. A preocupação com o meio ambiente e o cuidado ao evitar os impactos sociais e ambientais, gerados em cada produção, foram fatores importantes que contribuíram para unir os objetivos e a parceria. Todo o projeto foi trabalhado em sustentabilidade e inclusão, valores que ambas as marcas defendem.

Maria Nilde e Suéli Feio, Rodrigo Doxandabarat da DOTZ

A colaboração tripartite entre Costurando Sonhos, Gianni Chiarini e DOTZ é de extrema importância para mim. É um marco na história do nosso projeto, é a essência da missão da DOTZ, criar pontes entre paradigmas diversos com o objetivo de criar valor compartilhado”, declara Rodrigo Doxandabarat.

 Brazil Summit 2022 e Pacto Global em NY/EUA

Fotógrafo Leonhard Niederwimmer
Fotógrafo Leonhard Niederwimmer

Aconteceu na semana de 15 a 21 de setembro deste ano, o painel de lançamento do Movimento Conexão Circular, do Pacto Global da ONU Brasil, em NY, com a presença do presidente do G10 Favelas, Gilson Rodrigues, promovendo iniciativas de apoio à economia das favelas brasileiras, como o negócio de impacto social, Costurando Sonhos Brasil, voltado para a moda.

Suéli Feio, idealizadora do Costurando Sonhos Brasil, Rosana Blasio, Gerente de projeto da JBS, Gilson Rodrigues, presidente G10 Favelas, e Maria Nilde, idealizadora do Costurando.

A programação contou com a presença do líder do G10 Favelas e membros do conselho do G-10 International & Hubs ao Consulado do Brasil, em Nova York, e na Universidade de Columbia para participar do Brazil Climate Summit, onde falou sobre temas de sustentabilidade social como a redução das desigualdades e ações climáticas. Gilson Rodrigues participou também do painel de lançamento do Movimento Conexão Circular, nova iniciativa do Pacto Global da ONU Brasil que dá vida ao oitavo Movimento Ambition 2030 focado no ODS 12 (Consumo Responsável e Produção).

As idealizadoras do Costurando posando para a foto com as jaquetas da coleção Energia.

No mesmo painel, participaram também as idealizadoras do Costurando Sonhos Brasil, Sueli Feio e Maria Nilde, para falarem sobre o crescimento do empreendedorismo, a partir da formação de mulheres capacitadas pelo curso de corte & costura e de que forma contribuem com empresas que buscam reduzir o descarte de materiais têxteis, ao desenvolver novas peças de roupas e acessórios ao fazer o reuso desse material utilizando o conceito upcycling.

 

 

Costurando Sonhos Brasil

Fonte: facebook Costurando Sonhos Brasil
Fonte: facebook Costurando Sonhos Brasil

Em 2017, a paraense Suéli Feio e a maranhense Maria Nilde fundaram a Costurando Sonhos Brasil, com o objetivo de ajudar mulheres que se encontram em situação de vulnerabilidade social e vítimas de violência doméstica, proporcionando a essas mulheres capacitação e o empreendedorismo por meio da moda. Juntas, as idealizadoras fazem de Paraisópolis, e outras comunidades do país, um lugar de potência e empoderamento para que mulheres se sintam mais confiantes e sejam donas de suas próprias finanças e de suas histórias.

A Costurando Sonhos Brasil já capacitou cerca de 600 mulheres por meio da especialização em corte e costura, nas comunidades do Brasil onde atua, e conta com o apoio de importantes parceiros, contribuindo para a capacitação e o empreendedorismo feminino para que até dezembro de 2022 capacite mil mulheres.

A iniciativa Costurando Sonhos Brasil é um negócio de impacto social, que em parceria com o G10 Favelas, promove o empoderamento feminino e a geração de emprego e renda às mulheres em situação de vulnerabilidade social e vítimas de violência doméstica, por meio da capacitação em corte e costura. A iniciativa defende a sustentabilidade, como a preservação do meio ambiente com o uso de materiais de descarte das indústrias para a produção das peças, e a diversidade, com a inclusão de mulheres trans na capacitação de corte & costura para a inserção no mercado de trabalho.

G10 Favelas

Fonte Site: https://g10favelas.com.br
Fonte Site: https://g10favelas.com.br

O G10 Favelas é um bloco de líderes e empreendedores das favelas brasileiras que foi criado em 2019, formado pelas comunidades da Rocinha (RJ), Rio das Pedras (RJ), Heliópolis (SP), Paraisópolis (SP), Cidade de Deus (AM), Baixadas da Condor (PA), Baixadas da Estrada Nova Jurunas (PA), Casa Amarela (PE), Coroadinho (MA) e Sol Nascente (DF) e, atualmente, atende cerca de 300 comunidades no país.

Teve como missão nos Estados Unidos, mostrar a representatividade econômica das favelas brasileiras no país. Em julho deste ano, uma comitiva do G10 Favelas formada por cerca de 30 lideranças, de seis estados, esteve na Bolsa de Valores de Nova York para abrir o pregão em um ato simbólico. O grupo também visitou a Embaixada Brasileira e a ONU, onde o presidente lançou oficialmente a Campanha Codes Contra à Fome.

 

 

Jussara Medrado

Comentar